Dicas para a alimentação dos pequenos

home-bebe-640x307

Bom dia pessoal!

No Cadê Bebê, nos preocupamos com a saúde dos pequenos e da família como um todo, e a alimentação é uma parte muito importante de como cuidamos do nosso corpo e da nossa mente. Isso vale não apenas para os alimentos que oferecemos aos pequenos desde o momento em que são introduzidos em suas vidas, mas em como os apresentamos, e com que qualidade vivenciamos o momento da refeição.

Hoje em dia, a variedade imensa de alimentos industriais aos quais temos acesso nos supermercados ou em qualquer lugar torna difícil construir a consciência da importância que a boa alimentação tem na nossa vida. Estes alimentos “vazios” e sem nenhum valor nutricional, cheios de produtos químicos e artificiais, acabam prevalecendo em relação aos alimentos nutritivos e saudáveis, até por serem mais rápidos e fáceis de consumir. Isso acaba sendo um grande problema quando estamos falando da alimentação na primeira infância, já que é neste período que o corpo mais necessita dos nutrientes essenciais para se desenvolver com saúde, além de ser o momento em que o paladar está em formação. Afinal, não à toa que dizemos que  “somos o que comemos”.

alimentos-2

É claro que não queremos radicalizar e dizer que não devemos NUNCA consumir estes produtos, afinal, quem é que nunca comete exageros? E quem é que não curte um viciozinho prazeroso que alegra o dia a dia? Mas a questão está em encontrar um equilíbrio entre estes alimentos, de forma que não acabemos prejudicando nossa relação com nosso corpo e nossa saúde, e que possamos construir junto com os pequenos essa noção de um alimento que traz vida.

ALIMEN1

Pensando nisso, buscamos uma consultoria para elaborar um cardápio especial, nutritivo e saboroso para os grandes e pequenos que frequentarão o nosso Cadê Café. Quem nos ajudou foi a nossa querida parceira, a Dra. Daniella Horn, uma nutricionista super bacana especializada em nutrição infantil. E olhem só que legal: além da Dani nos auxiliar no desenvolvimento do nosso cardápio com diversas dicas e receitas valiosas, ela topou a nossa ideia de compartilhar a sabedoria dela aqui no blog!

Com isso inauguramos este novo espaço virtual para que convidados de diversas áreas contribuam e enriqueçam nossas discussões e nossa pesquisa sobre a primeira infância.

Vejam o que a Dra. Daniella Horn tem a nos dizer sobre o cardápio dos pequenos:

Para elaborar um cardápio infantil devemos levar em conta os fatores nutricionais, a apresentação dos pratos e a variedade de cores, texturas e sabores. Estes 3 fatores são fundamentais para você ajudar as suas crianças a se alimentarem bem, dento de uma época que nos oferece as maiores tentações ou também chamadas de guloseimas vazias que estão cada vez mais tomando conta do cardápio infantil.

Alimentar bem as nossas crianças na primeira idade da vida é fundamental para que ela possa adquirir hábitos nutricionais saudáveis. Hábitos saudáveis contam com uma alimentação rica em carboidratos integrais, leguminosas, proteínas, legumes, verduras frescas, frutas e sucos naturais. Estes alimentos devem aparecer com maior frequência na mesa de nossos filhos cujo interesse maior dos pais é a saúde deles.”

Sem título      alimentação-saudável-e-amiga-do-ambiente[1]

E mais! Ela traz algumas dicas importantes sobre os princípios básicos de nutrição na primeira infância (1 a 6 anos):

1. Cuidado com as gororobas. Nunca dê um biscoito ou um pedaço de bolo para a criança que não quis almoçar. Ela precisa entender que a refeição é composta por nutrientes importantes que não podem ser substituídos por guloseimas. O importante é você criar esta consciência no seu filho ao invés de enchê-lo de calorias vazias;
2. Use as frutas e os sucos naturais ao invés de sobremesas ou doces feitos com açúcares;
3. Arroz e feijão devem ser o carro chefe no cardápio das suas crianças;
4. Substitua os carboidratos refinados pelos integrais;
5. Evite alimentos muito gordurosos, prefira preparações com óleos prensados a frio, azeite extra-virgem, e cozidos no vapor;
6. Evite alimentos prontos, eles geralmente contêm alto teor de sódio e gorduras;
7. Além de tomar leite, o cálcio necessita de boa absorção, por isso cuidado com o excesso de cafeína presente em chocolates e refrigerantes;
8. Leve o seu filho na quitanda e deixe-o escolher os legumes e as verduras;
9. Elabore um cardápio bem variado e alegre, use as preferências saudáveis de sua criança e procure deixá-lo bem balanceado nutricionalmente;
10. Cuide bem da educação nutricional de seu filho. Explique diariamente de uma maneira lúdica e carinhosa a importância dos bons alimentos, e porque devemos deixar as guloseimas para atos esporádicos.

Obrigada Dani! E obrigada a todos que estão nos lendo, aguardamos suas percepções, reflexões e comentários.

Com carinho,

marganne
maya

mbressan06Dicas para a alimentação dos pequenos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *