Lar, doce lar: a casa desconhecida

fb5d7364f0b17f2c1f78060c8f320032

Bom dia a todos!

Hoje queremos falar sobre ambiente. Ou melhor, ambientação.
Na nossa rotina, frequentamos diversos espaços com os quais estamos tão visualmente acostumados, que nem reparamos nas sutilezas que os transformam dia a dia, e que fazem deles ambientes vivos.

Exercer esse olhar para as pequenas coisas que compõem os espaços que nos cercam, pode ser muito rico e nos trazer um grande ensinamento sobre nossa percepção, não só do mundo como de nós mesmos.

Bebês e crianças percebem as coisas em seus mínimos detalhes, cores, texturas e formatos. Todas as experiências que vivem são muito frescas, dinâmicas, bonitas. Por isso prezamos pela estética, não necessariamente no sentido do “belo”, mas sim no sentido do que é apresentado, da disposição dos elementos em um ambiente e da provocação e curiosidade que estes podem trazer.

A beleza está presente em cada descoberta.

Seria lindo se nunca perdêssemos esse olhar para o mundo, esse olhar que traz movimento e vida. Por isso sugerimos que em meio ao que é familiar (que, diga-se de passagem, também é muito importante) surja sempre a possibilidade e o frescor da mudança. E se permitirmos que esta exploração aconteça, a criança naturalmente o fará, nos deixando apenas a tarefa de acompanhar e valorizar os seus processos.

Seguem alguns exemplos de elementos e ambientações que podem ser instaladas ou apresentadas para os pequenos (e para os grandes!) em qualquer espaço, e que podem ser disparadores para um ciclo de mudanças infinitos:

puppets3

com um pano branco e uma lanterna, um mundo inteiro.

 

contact

um pedaço de papel contact, muitos pedaços de papéis coloridos, e uma obra de arte.

 

folha2

folhas, flores, cores e tintas… o que pode surgir?

 

mobile

um móbile com elementos da natureza… como ficaria o seu?

Para fechar esse post, queremos propor um desafio, que tem como propósito exercitarmos esse olhar para perceber as mudanças do ambiente!

Então, aonde quer que você esteja agora, busque identificar pelo menos 3 coisas diferentes, que você ainda não tinha reparado.

Fizemos isso aqui em casa e veja o que encontramos:

image (3)

uma mosquinha apreciando o quadro

 

image (8)

o fruto desconhecido da planta conhecida

 

image (5)

vida nova, vida, e vida velha: todos os ciclos de uma planta convivendo juntos

Pois é, impressionante como coisas novas estão o tempo todo nos rodeando, basta aguçar o nosso olhar e a nossa mente para percebê-los!

Esperamos que esta “ambientação virtual” tenha trazido um pouquinho de mudança para o seu dia! Compartilhe conosco o resultado do seu desafio e o que você fez, faz, ou pretende fazer para modificar os ambientes familiares que te cercam.

marganne maya

 

 

 

mbressan06Lar, doce lar: a casa desconhecida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *