Educação Aberta – Reggio Emilia

No comments

Resultado de imagem para escola reggio emilia

Dando prosseguimento à nossa série “Educação Aberta” sobre projeto pedagógicos alternativos, a nossa colaboradora Naia Rozzino nos apresenta a inovadora proposta de Reggio Emilia. Esta pedagogia é uma das maiores fontes de inspiração para o Cadê, e em especial para o projeto do Cadê Criança. A valorização da voz e da identidade de cada criança e o modo como o fazem é, de fato, inspirador e merece atenção de todos ligados à infância. Por isso mesmo, hoje será a primeira apresentação e depois terá uma segunda parte aprofundando mais as ideias e propostas de Reggio com os quais o Cadê tanto dialoga!

Aproveitem!

 

“A escola surgiu após o fim da Segunda Guerra Mundial a partir da iniciativa de algumas mulheres de Villa Cella, cidade no nordeste da Itália próxima a Reggio Emilia, que decidiram erguer e administrar uma escola para os filhos, uma vez que a região havia sido totalmente devastada.

Essa escola ficou universalmente conhecida pela abordagem pedagógica inovadora para a educação infantil. O pedagogo e educador Loris Malaguzzi foi o criador da ideia de Reggio Emília, e é até a década de 90 foi o seu incentivador primordial.

Ele constituiu um princípio de ensino em que não existem as disciplinas formais e que todas as atividades pedagógicas se desenvolvem por meio de projetos. Estes projetos não são antecipadamente planejados pelos professores, eles surgem através das ideias dos próprios alunos e vão sendo desenvolvidos por meio de diferentes linguagens. O ensinamento que sustenta todo esse princípio é a Pedagogia da Escuta, que foi sistematizada pelo educador italiano. Este exemplo serviu de fonte de apoio e inspiração para a Educação Infantil de países de contextos bem diferentes como Suécia, Senegal, Dinamarca, Nova Zelândia, Espanha, Estados Unidos, entre outros.

As ideias implantadas por Loris Malaguzzi seguem três princípios:

 As crianças podem compartilhar seus conhecimentos e saberes, sua criatividade e imaginação por meio de múltiplas linguagens, sem enfatizar nenhuma. As múltiplas linguagens se evidenciam através do desenho, do canto, da dança, da pintura, da interpretação, enfim, divulgadas por distintas passagens que se somam na execução do projeto e nos saberes que são construídos. Anotar, fotografar, gravar e filmar são partes principais da rotina.

 O mundo de conhecimentos não está dividido em assuntos escolares, mas é um grupo único, onde certas áreas são sugeridas por meio de projetos com uma matéria de trabalho.

 A interação entre o adulto e a criança deve ser uma parceria, na qual interesses e envolvimentos recíprocos devem permanecer e interagir para que um objetivo comum seja alcançado: o saber.

Assim, a construção pedagógica dessa escola se concretiza dentro de uma perspectiva sócio-construtivista onde o conhecimento se constrói através da ação do sujeito e do contexto, junto com a inovação social e com a cultura do grupo, crianças aprendem pelas experiências e nas experiências da ação e do fazer. O adulto/professor também é o responsável por criar os contextos mais apropriados para que as crianças se sintam confiantes, confortáveis, estimuladas e respeitadas no seu processo cognitivo de descoberta do mundo.”

Resultado de imagem para escola reggio emilia

mbressan06Educação Aberta – Reggio Emilia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *