Celebrando quem Celebra a Infância!

No comments

IMG_1161

O mundo, pelos olhos de Adriana, parece sempre pedir dois dedos a mais de doçura. No mundo de Adriana, a compaixão precede a linguagem. Antes de nascermos já somos crianças, ela quer nos ensinar. E morreremos crianças, não importa a idade. A Adriana Klisys, desde criança, se dedica à outras crianças. Hoje, adulta, carrega a criança que foi, intacta, nos olhos. Ela parece se divertir com  os sonhos que sonha acordada; vivos, intensos, lúcidos, dentro dela. Pois os pensamentos são um dos nossos primeiros e mais importantes brinquedos. A criança que mora nos olhos de Adriana tem aquela insistência infantil, que não dá pra dizer não, convidando a criança que mora em nós: “onde está você? saia para gente poder brincar!”. E logo estamos às voltas com recordações do passado, cheios de nostalgia da nossa infância. Mais do que nostalgia, porém, é um resgate do que fomos e, portanto, do que somos. Para aqueles que se permitem, isso pode trazer novas perspectivas, novas visões. pois o brincar está sempre entre nós, mesmo adultos.

Conheci a Adriana através de relatos de pessoas que se enfeitiçaram por ela. E quando a conheci pessoalmente, de imediato, o seu convite à infância me arrebatou. Pois com a Adriana o resgate à infância não é pontual, é constante, é permanente, profundo e essencial. Mais para frente, no dia 5 de março, Adriana Klisys deu a formação “Repertório Lúdico para Celebrar a primeiríssima infância” aqui no Cadê . Tive o privilégio de  participar junto à um grupo de pessoas fantásticas; todos pensando, se divertindo e se preocupando com  crianças. Ao fim do dia, fiquei imaginando um mundo com mais Adriana Klisys : lúdico, terno, sonhador, acolhedor, compassivo, criativo, curioso e apaixonado. Não parece ser um mundo melhor? Por que não nos esforçamos (mais) para isso? A formação do dia 5 me mostrou que tem muita gente , de diferentes lugares, buscando por um mundo que se preocupe mais com a infância, que respeite o direito à brincadeira, à criatividade. E que nós do Cadê, não estamos sozinhos nesta busca. Ainda bem! Se almejamos mudar algo neste mundo, a mudança só virá pela união, pelo diálogo, escuta – e pela brincadeira! Obrigado à Adriana Klisys, aos participantes da formação e todos aqueles que celebram à infância!

mbressan06Celebrando quem Celebra a Infância!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − onze =